PODOLOGIA MEDICINAL

O diagnóstico e o tratamento precoce do pé da criança é fundamental para assegurar um crescimento correto e prevenir o aparecimento de alterações estruturais e funcionais. O crescimento e desenvolvimento do pé da criança, deve ser acompanhado pelo Podologista assegurando um tratamento personalizado.

As alterações não corrigidas, as múltiplas agressões e as manifestações nefastas no pé do idoso são significativas. Contribuindo para a melhoria da qualidade de vida destes doentes, a Podologia apresenta um serviço especializado no tratamento da mobilidade e da dor do pé.

O doente diabético pode apresentar alterações do pé, classificado como Pé Diabético. O Pé Diabético é uma consequência da Diabetes, com risco significativo no aparecimento de úlceras (feridas) e de amputações. A atenção e tratamento especializado e criterioso dos Pés dos diabéticos é essencial para evitar graves complicações

O quotidiano obriga-nos por vezes a longas horas de bipedismo, o que se reflete em longas horas de agressões e sofrimento para os pés. Para minimizar estes problemas, deveremos estudar soluções adaptadas a cada situação profissional e a cada pé especificamente.

O pé é a base fundamental de apoio, equilíbrio e funcionamento do organismo humano. A prática desportiva é essencial para o bem-estar físico e psíquico. O estudo, a prevenção e tratamento do pé do desportista torna-se indispensável de modo a evitar lesões e proporcionar uma boa qualidade de vida e um melhor rendimento desportivo.

  • Lavar os pés diariamente;
  • Secar bem os pés;
  • Usar o sabão de PH ácido;
  • Boa hidratação;
  • Evitar o excesso de suor;
  • Prevenir as micoses;
  • Corte recto das unhas;
  • Usar meias de lã ou algodão;
  • Não usar meias muito apertadas;
  • Não fumar;
  • Praticar exercício físico;
  • Evitar o auto-tratamento;
  • Usar um calçado adequado.

Existe um grande número de situações em que se deve recorrer a um Podologista, tanto para fins terapêuticos como preventivos, tais como:

 

  • Hiperqueratoses (calosidades);
  • Dermatomicoses ( pé de atleta);
  • Dores nos pés;
  • Entorses Frequentes;
  • Joanetes;
  • Dedos em garra;
  • Pé cavo/Pé plano (raso);
  • Dismetrias/ Heterometrias (membros com tamanhos diferentes);
  • Esporão de calcâneo;
  • Pé Diabético;
  • Úlceras /Feridas;
  • Onicocriptose ( unhas encravadas);
  • Onicogrifose (unhas espessas);
  • Onicomicose (fungos nas unhas);
  • Hipohidrose/ hiperhidrose;
  • Gretas/ fissuras;

Consultar um podologista, no mínimo uma vez por ano mesmo que não existam sinais ou sintomas nos pés poderá evitar desta forma complicações mais graves.

DESEJA MARCAR A SUA CONSULTA OU TRATAMENTO?

PARCEIROS