A Osteopatia pode oferecer uma mais valia, na medida que o seu objectivo na população é  implementar a prevenção e o  retardamento das degenerações osteomusculares de origem mecânica, dar melhor mobilidade articular e eliminar as dores articulares.

Refira-se que as técnicas osteopáticas não têm efeitos secundários, são bastantes eficazes e mais económicas. Estas técnicas osteopáticas são importantes para o equilíbrio postural e minimizam os síndromas dolorosos do corpo humano, tais como:

dores da coluna vertebral (torcicolos, cervicalgias, dorsalgias, lombalgias, desequilíbrios da bacia, hérnias discais, etc.);

dores do membro superior (nevralgias, cervicobraquialgias, periartrites escapulo-umerais, parestesias, cotovelo de tenista, lesões por esforços repetitivos);

dores do membro inferior (ciáticas, cruralgias, tendinites, entorse, etc.).

Para além disto, é criada uma ligação entre corpo e mente que é extremamente importante para o equilíbrio em que, muitas vezes a sua ausência está na base de diversas maleitas.

Ozonoterapia

É uma terapia de medicina alternativa que recorre ao ozono- uma molécula composta por três átomos de oxigénio (O3).
Facilmente assimilado pelo corpo humano, a molécula extra de oxigénio presente no ozono separa-se, deixando apenas o O2 que é a forma molecular presente no ar que respiramos. Esta separação do ozno permite, em simultâneo, elevados processos de oxigenação e de oxidação, que se revelam eficazes no tratamento de uma enorme variedade de patologias.
O ozono possui propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, drenantes, oxigenantes e anti-radicais livres, o que faz da Ozonoterapia um tratamento de medicina alternativa versátil e cada vez mais popular. Existem vários processos de aplicação da Ozonoterapia, sendo uma das mais populares por via intravenosa.

Para que serve a Ozonoterapia?

São inúmeras as situações em que se pode recorrer à Ozonoterapia, sendo que esta é sempre adequada a cada caso especifico. Algumas das principais características e problemas de saúde indicadas para tratamento via Ozonoterapia incluem:

Efeitos Anti-Inflamatórios, Anti-Fungicos, Anti-Víricos e Anti-Bacterianos.

Depressão – cansaço e fadiga (físico e emocional)

Fortalecimento do sistema imunitário

Eleva os níveis de energia

Gonalgias (dores nos joelhos)

Enxaquecas

Artrite

Artrite Reumatoide

Dores Lombares

Obstipação

Alergias

Colite

Estima e aumenta o metabolismo

Estimula a circulação

Alivia vários tipos de dores

Tratamento de diversos tipos de infeções

(entre outros)

Contra-indicado em grávidas, pessoas alérgicas ao ozono, que sofreram um enfarte cardíaco ou intoxicação alcoólica aguda.

 

Clínico responsável:

Dr. Telmo Miranda – Fisioterapeuta, Especialista em Terapias Complementares